quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Como Jean Piaget compreendia em sua teoria: educação, ensino, aprendizagem, aluno, conteúdo,professor, metodologia, avaliação.




                                                              

ALESSANDRA SILVADE SOUZA

IZAILDE MARIA DOS SANTOS CAMPOS

JANIELZA VIEIRA DE MATOS SENA

REGINA FERREIRA DE SOUZA

RISOMÁRIA MARIA DE SOUZA CERQUEIRA LIBÓRIO



JEAN PIAGET: A TEORIA NOS CONCEITOS BÁSICOS DO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM



Trabalho apresentado ao Curso de Pós Graduação da Faculdade Kurios, na disciplina: Psicologia da Aprendizagem. Professora orientadora Kelly Chrystine Guedes Levy.


A teoria Piagetiana chamada de Epistemologia Genética ou Teoria Psicogenética é a mais conhecida concepção construtivista da formação da inteligência. Entretanto, Jean Piaget, em sua teoria, explica como o indivíduo, desde o seu nascimento, constrói o seu próprio conhecimento. Sendo que ele é construído através da interação do sujeito com o meio, a partir de estruturas existentes. Nesse sentido, a aquisição de conhecimentos se dá por meio das estruturas cognitivas do sujeitocomo também da relação dele, sujeito com o objeto


EDUCAÇÃO


É sabido que a educação constitui um todo indissociável, a mesma deve possibilitar à criança um desenvolvimento amplo e dinâmico em todas as fases de desenvolvimento humano. A escola deve partir dos esquemas de assimilação da criança, propondo atividades desafiadoras que provoquem desequilíbrios e reequilibrações sucessivas, promovendo a descoberta e a construção de novos conhecimentos.

Piaget (1976), expõe a necessidade de refletirmos sobre os objetivos da educação e o jogo de interesse que está inserido nas práticas educativas. Os educadores que estão comprometidos com a educação e tendo consciência da sua função social deve sempre está se questionando sobre: quais cidadãos queremos formar? Ou melhor, qual o conceito de cidadania na sociedade?

A educação é um elo entre a cidadania e a democracia, que mobiliza o sujeito a se tornar humano dessa forma ele poderá agir e transformar a sociedade em que está inserido.



APRENDIZAGEM


A aprendizagem é um processo construído internamente e depende do nível de desenvolvimento do sujeito. Além de ser um processo de reorganização cognitiva, no qual os conflitos cognitivos são importantes para o desenvolvimento da aprendizagem. Conforme Piaget para que aconteça a construção de um novo conhecimento, é preciso que se estabeleça um desequilíbrio nas estruturas mentais, ou seja, conceitos já compreendidos precisam passar por um processo de desorganização para que possam novamente, a partir de uma perturbação se reorganizarem estabelecendo um novo conhecimento.

As experiências de aprendizagem necessitam estruturar-se de modo a privilegiarem a colaboração, a cooperação e intercâmbio de pontos de vista na busca conjunta do conhecimento.



ENSINO


A escola deve proporcionar um ensino de qualidade, buscando a formação de cidadãos livres e conscientes de seu papel na construção e transformação da sociedade. Para que tal formação aconteça, toda a escola precisa estar engajada com o discente, principalmente o docente que torna-se o mediador entre o aluno e o conhecimento. Esta mediação deve ocorrer de maneira consciente, crítica e reflexiva.

 “(...) cada vez que ensinamos prematuramente a uma criança alguma coisa que poderia ter descoberto por si mesma esta criança foi impedida de inventar consequentemente de compreender completamente. Isso obviamente não significa que o professor deve deixar de inventar situações experimentais para facilitar a invenção do seu aluno. ( Piaget, 1975).

Portanto, o educador deve adotar uma postura crítica frente à realidade, atuando de forma responsável dentro do contexto social no qual estão incutidos não como críticos, mas como sujeitos reflexivos, capazes de observar a realidade e a partir dela assumir uma postura educativa coerente, capaz de proporcionar transformações educacionais e sociais.


ALUNOS


Para Piaget, educar crianças não se refere tanto à transmissão de conteúdos quanto a favorecer a atividade mental do aluno, sendo que o aprendizado se dá por interação entre estruturas internas e contextos externos.

A aprendizagem do estudante será significativa quando esse for um sujeito ativo. Isso se dará quando a criança receber informações relativas ao objeto de estudo para organizar suas atividades e agir sobre elas, sendo que o professor será o incentivador e o encorajador para a iniciativa própria do estudante.


CONTEÚDO


Segundo Piaget, o conhecimento não está no sujeito – organismo, tampouco no objeto – meio, mas é decorrente das contínuas interações entre os dois. Para ele, a inteligência é relacionada com a aquisiçãode conhecimentos à medida que sua função é estruturar as interações sujeitoobjeto. Assim, para ele, todo pensamentose origina na ação, e para se conhecera gênese das operações intelectuaisé imprescindível a observação daexperiência do sujeito com o objeto.

A escola deve privilegiar o aprendizado da linguagem oral e escrita do educando de modo que o aluno vá interagindo com textos, filmes, dramatizações e pesquisas, pois, segundo Piaget o conhecimento é construído a partir da interação do sujeito com o objeto.

Nesse contexto é relevante que o educador tenha o cuidado na seleção dos conteúdos a serem trabalhados privilegiando as questões relativas a realidade dos educandos de forma lúdica e significativa, para que os mesmos possam aprender de acordo com o seu nível de desenvolvimento.


PROFESSOR


No que concerne à teoria construtivista, o professor exerce um papel relevante no processo educativo, pois ele é o instigador na construção de conhecimentos por parte do aluno. E nesse contexto deve transparecer sua intencionalidade pedagógica para então sugerir atividades que sirvamde elo entre o aluno e as características internas do objeto de conhecimento.

Nesse prisma o professor deve ser um intermediário entre o aluno e o conhecimento, reconhecendo-se como alguém que sabe mais e não que sabe tudo. Por essa razão cabe ao professor considerar também, o que o aluno já sabe, sua bagagem cultural e intelectual, para a construção da aprendizagem.

Os professores formam um conjunto de mediadores da cultura que possibilita progressos no desenvolvimento da criança. Portanto o objetivo deles enquanto profissionais da educação é assegurar ao educando dentro da escola, condições favoráveis para aprender, planejando e encaminhando atividades de modo a garantir o desenvolvimento das capacidades essenciais dos educandos na aquisição de novos conhecimentos. É oportuno lembrar que a formação do professor é muito importante para a transformação dos nossos currículos pedagógicos.


METODOLOGIA


A metodologia está pautada nas práticas pedagógicas contextualizadas, a qual induz o educandoa refletir criticamente sobre os acontecimentos a sua volta. Esta metodologia reconhece a importância da participação ativa do aluno, considerando o processo cognitivo como algo que ocorre por meio de organizações do conhecimentoe que o processo de aprendizagem se dá por meio de aproximações sucessivas que vão permitindo sua reconstrução.

Para Piaget o conhecimento não é um estado e sim um processo contínuo suscetível de progressos e permeado pelo tempo.

A metodologia de Piaget propõe atividades de cooperação, motivação e ações que favoreçam as modificações intelectuais, sociais e afetivas.Favorecer o desenvolvimento global da criança implica também em dar-lhe oportunidade de representar, pois através do jogo simbólico a criança reforça as categorias de espaço, tempo, causalidade e constância de objetos. Este tipo de atividade ajuda a criança a livrar-se do egocentrismo característico deste estágio e tornar-se menos dispersa.



AVALIAÇÃO



De acordo com a proposta construtivista, avaliar é acompanhar e valorizar todo o processo de construção do conhecimento do educando, sendo que a avaliação se dáno âmbito qualitativo e não no quantitativo. Através da observação o educador acompanha o desenvolvimento dos educandos e ajuda-os em suas dificuldades.

A função do professoré ser mediador do conhecimento, tendo a convicção que o aprendiz é que produz a aprendizagem. Segundo Piaget o professor deve avaliar os conceitos errados dos alunos considerando a interpretação do mundo, dos fatos, e é realizada de forma qualitativamente diferente nosestágios de desenvolvimento, quer do ser, quer da espécie.

Do ponto de vista Piagetiano, os conceitos são construídos num processo de auto-regulação e os erros fazem parte deste processo. Um objetivo para ser alcançado é preciso realizar ações, as quais devem ser planejadas, repensadas e readequadas.



REFERÊNCIA



CARVALHO, Isa. Psicologia da Aprendizagem. FTC 1ª Ed. Salvador.

PIAGET, Jean. A linguagem e o Pensamento daCriança. São Paulo: Martins Fontes. 1993. Disponível em: HTTP://artigos.ne tsaber.com.br/resumo artigo868/artigo sobre a prática docentee a formação cidadã.

BECHER, F. Da Ação à Operação: O caminho da aprendizagem em J. Piaget e P. Freire. Porto Alegre:EST; Palmarinca: Educação e Realidade, 1993.

JEAN PIAGET. Disponível em: Wikipédia, a enciclopédia livrept.wikipédia.org/wiki/Jean_Piaget. Acesso em: 18 de julho de 2012.

JEAN PIAGET. Disponível em: HTTP:// WWW.pedagogiaemfoco.pro.br/per09.htm. Acesso em: 18 de julho de 2012.

PIAGET, J. Problemas de Epistemologia Genética. Rio de Janeiro: Forence, 1973.

Nenhum comentário: